Vigilantes cruzam os braços por atraso nos salários no HPS João Lúcio

Estado não está pagando as faturas da empresa responsável pela segurança da unidade

Manaus|AM – Trabalhadores da empresa Millenium Segurança Patrimonial cruzaram os braços na manhã desta segunda-feira (21), pois estão com salários atrasados. Os vigilantes fazem a segurança do Hospital e Pronto-Socorro Doutor João Lúcio Pereira Machado, na zona leste de Manaus.

Segundo o presidente do Sindicato dos Vigilantes do Estado do Amazonas (Sindevam), Valderli Bernardo, são ao menos 22 postos de serviço na unidade. A paralisação total ocorreu por volta das 6h, quando o turno da manhã seria iniciado. “O trabalho logo foi prejudicado, pois um dos pacientes saiu da unidade com a cabeça enfaixada, de fralda, de bata e sem a devida alta hospitalar”, contou.

Conforme o Sindevam, a empresa que presta serviço de segurança ao hospital está sem receber os vencimentos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) há pelo menos três meses. Em razão disso, os trabalhadores estão com os salários atrasados há um mês.

O diretor da unidade hospitalar procurou os representantes do Sindevam para informar que o dinheiro de uma das faturas em atraso vai ser repassado ainda nesta segunda-feira e os salários dos vigilantes devem cair na conta até na próxima quarta-feira (23). Caso não seja cumprido o acordo, o Sindevam informou que uma paralisação indeterminada deve acontecer a partir de quinta-feira (24).

0 0 vote
Article Rating