Participe do nosso grupo
20 de fevereiro de 2020

Sobre Nós

O INÍCIO

Criado em 1996, o Canal Livre se deu inicialmente pelo nome Espaço Livre, um programa televisivo transmitido pela extinta Tv Rio Negro, hoje Rede Bandeirantes, onde se realizavam entrevistas diariamente com varias figuras e personagens políticos e não-políticos do Amazonas, debatendo diversos temas de interesse local.

Apresentado pelos irmãos Carlos e Wallace Souza, o programa foi ganhando credibilidade devido ao carisma dos irmãos e de sua inteligência na abordagem jornalística. Apesar de Wallace ser um ex-policial, sem formação acadêmica na área, porém com passagens por grandes redações do Estado no tema policial, e Carlos, biólogo e professor da Universidade Federal do Amazonas, ambos levavam jeito para o jornalismo televisivo.

Em 1997, após Wallace Souza presenciar um crime brutal que ocorreu na cidade de Manaus, no bairro São José, onde um idoso foi assassinado e esquartejado por “galeras” e ver a indignação de seus familiares pela falta de solução da polícia e dos órgãos competentes, nasceu em Wallace uma ideia para contribuir com tais famílias desamparadas pelo poder público.

Através do programa, anteriormente de entrevistas, Wallace iniciou um trabalho minucioso de investigação junto à suas fontes na Polícia, para solucionar o caso do pobre idoso assassinado. Wallace dedicou boa parte de seu tempo em prol disso, com muito afinco e algumas semanas depois: Wallace identificou os assassinos e junto da polícia os colocou na cadeia.

A partir daí, a satisfação de Wallace Souza em garantir o mínimo de justiça àquela família, fez com que surgisse um novo e reformulado programa televisivo que revolucionaria o estado do Amazonas: o programa Canal Livre.

SURGE O CANAL LIVRE

Canal Livre surge em meados do ano 1998 na Tv Rio Negro (afiliada Band) diante de um aumento relevante dos crimes cometidos por “galeras”. Os “galerosos”, termo criado por Wallace Souza, se reuniam para cometer diversos crimes, principalmente assassinatos e poucos eram detidos e as vezes até solucionados.

O Programa era apresentado por Carlos e Wallace Souza, as vezes juntos, as vezes alternados. O programa era realizado nos estúdios da Tv Rio Negro, com espaço para 50 pessoas no auditório, assistindo todos os dias o programa ao vivo.

Grande parte do conteúdo do programa era improvisado. Situações que aconteciam ao vivo eram todas improvisadas, até mesmo as brigas que aconteciam no programa eram reais.

Com o intuito de trazer a realidade nua e crua das ruas de Manaus para a televisão e levar a conhecimento das autoridades, o programa logo se tornou um sucesso. O comentário era geral.

OS IRMÃOS CORAGEM

Wallace e Carlos Souza se unem no combate ao tráfico de drogas e as galeras que assolam a cidade de Manaus.

Wallace Souza em suas apresentações no auditório do Canal Livre tinha um tom mais calmo e humorado, porém quando se tratava de crimes, de tráfico de drogas, entre outros crimes bárbaros como pedofilia e estupros, subia o tom e colocava o dedo em riste para a câmera usando o conhecido bordão: “te cuida, galeroso! Eu vou aí!”.

Wallace ia mesmo. Acompanhado da policia militar, partia nas madrugadas junto da equipe do programa Canal Livre para fazer megaoperações que traziam inúmeros presos em bocas de fumo, prendendo inclusive chefes do tráfico na cidade. Isso fazia com que a marginalidade o temesse quando ele dava o recado.

Carlos Souza usava um tom mais agressivo, de voz grave, suas palavras sempre bem direcionadas causavam desconforto na criminalidade. Destemido, o ex-professor agora assumira um papel de voz da comunidade.

Após embarcar no ramo policial do programa, Carlos Souza logo se identificou e prontamente passou a realizar operações com a policia militar juntamente de seu irmão Wallace nas periferias da cidade.

Toda essa coragem em combate ao crime em Manaus e no Amazonas, renderam-lhes a alcunha de IRMÃOS CORAGEM, além de três mandatos como Deputado Estadual para Wallace Souza como mais votado em proporção da história do Estado e para Carlos, eleito o vereador mais votado do Brasil em proporção, com mais de 60 mil votos, além de outros mandatos como vice-prefeito de Manaus e 3 vezes deputado federal pelo Amazonas.

Em 2006, Fausto Souza, irmão mais velho da família, se une aos irmãos na apresentação do Canal Livre para denunciar malfeitores e outros inúmeros crimes na cidade de Manaus. Marlucia Souza, irmã de Wallace, Carlos e Fausto, sempre esteve a frente de todos os apoios solidários em contato com empresários e médicos da cidade. Nos bastidores, Marlucia liderava um grupo de outras mulheres que também recepcionavam e direcionavam pessoas para algum tipo de assistência médica, jurídica, entre outros.

CASOS POLICIAIS QUE O CANAL LIVRE AJUDOU A ELUCIDAR

CASO TIETA

Uma mulher planejou em 1999 uma verdadeira chacina contra uma família do bairro Puraquequara, em Manaus, assassinando brutalmente crianças. Com a influência dos irmãos Carlos e Wallace Souza denunciando para a polícia e cobrando o poder judiciário em seguida, a polícia militar pôs as mãos na assassina, a colocando na cadeia e posteriormente a “Tieta” foi condenada a muitos anos de regime fechado.

GALEROSOS NO BAIRRO COROADO

Apesar da insistente luta dos irmãos apresentadores do Canal Livre contra as galeras, o bairro Coroado e grande parte da Zona Leste de Manaus foi tomada por galerosos, deixando os próprios moradores sem saírem de casas por temer por suas vidas.
As galeras tinham muitas armas de fogo e armas brancas e intimidavam todos os moradores da zona leste.
Wallace e Carlos Souza então seguiram para as ruas com apoio da secretaria de segurança pública e do comando da polícia militar, onde descobriram onde seria a “oficina de armas” do bairro. Após diversas prisões e operações policiais nos principais pontos de comando dos criminosos, se deu por fim o “império” dos galerosos no bairro Coroado.

SOLIDARIEDADE

Ao longo dos anos, o Canal Livre costuma realizar diversos trabalhos sociais. Empresários de todos os ramos no Amazonas sempre colaboravam com as ações sociais do programa e ajudavam inúmeras pessoas.
Inúmeras doações de cadeiras de rodas, alimentos, roupas, internações em clinicas de reabilitação, além de indicações para empregos sempre foram rotina no estúdio do Canal.
Com uma missão de contribuir com a sociedade, o Canal Livre vai além dos outros veiculos de imprensa e quer sempre deixar sua marca por onde passa.

PERSONAGENS DO CANAL LIVRE

No início dos anos 2000, o programa Canal Livre ja era conhecido por toda sua composição, desde a produtora até o boneco malandro que representava a marginalidade na cidade.

  • DOM XICOTE
    Com sua voz grave e imponente, Dom Xicote era o apresentador oficial do programa. Ele iniciava caminhando misteriosamente, em passos lentos, em direção a câmera sob música de ação. Apresentava as matérias que iriam ao ar no programa do dia, após isso, anunciava o apresentador: “Com vocês, Wallace e Carlos Souza!”. Sua voz e entonação, seguido da música conhecida do Canal Livre, marcaram a geração dos anos 2000.
    Dom Xicote nunca quis que sua identidade fosse revelada até os anos atuais.
  • GALERITO
    Com o crescimento das galeras na cidade de Manaus e o clima pesado que ficava o programa Canal Livre noticiando vários crimes bárbaros, foi criado uma espécie de sátira com os marginais.
    Galerito é a figura mais icônica do programa Canal Livre, sempre rindo e fazendo gracinhas com os apresentadores, com o público e principalmente com Gil da Esfirra, o Galerito logo caiu no gosto popular.
    Galerito é um boneco de pano, que foi controlado por três pessoas ao longo de todo o Canal Livre sendo por fim, controlado por Arthemio Araújo.
    Em 2014, Galerito ganhou projeção mundial após viralizar seu vídeo na internet durante sua interminável briga com seu algoz, Gil da Esfirra. O vídeo atingiu milhões de pessoas em todo o planeta, que se questionavam nos comentários: por quê Gil tinha tanto ódio de um boneco de pano?
  • GIL DA ESFIRRA
    Figura muito conhecida por sua generosidade e temperamento explosivo. Gil começou a ir no Canal Livre já em meados dos anos 2000, através de seu amigo Wallace Souza. Gil dava gratuitamente 200 esfirras ao espectadores do programa no estúdio ao fim do programa.
    Apesar de sua generosidade, Gil se indignava com a audácia de Galerito e do sonoplasta. Odiava ser chamado de “Rogério”, o que o fazia quebrar tudo durante o programa, partindo realmente para a porrada com Galerito e quem duvidasse de sua sexualidade.
    A cômica briga entre o boneco e Gil rendeu fama mundial a eles, após viralizar na internet.
  • A VELHA E A GORDA
    Figuras carimbadas todos os dias no programa Canal Livre, a velha e a gorda estavam sempre na plateia, onde os apresentadores sempre brincavam com as mesmas e as envolviam no programa.
    Se consideravam as maiores fãs do programa e dos irmãos coragem, e somavam a grande família do Canal Livre.
  • MAMÁ
    Mamá era outra figura muito conhecida no programa, muitas vezes se vestia de mulher, com maquiagens carregadas no rosto, e alegrava junto aos outros personagens o andamento do Canal Livre.

#NovoCanalLivre

O programa Canal Livre sempre esteve vivo na memória dos Amazonenses, se tornando um verdadeiro marco na história do Estado. Algumas pessoas o tem em sua memória com pensamentos utópicos, outras com saudosismo e outras com uma certa idolatria.

O Canal Livre é parte da história. Contribuiu com a alegria de milhares de pessoas no Estado do Amazonas. Contribuiu quando acolheu de braços abertos mães, idosos, pessoas deficientes físicas, dependentes químicos e os cuidou, tratou, direcionou aos órgãos públicos e a clínicas. Usou de sua grande audiência para fazer o bem, junto de uma equipe impecável e bondosa. Liderada por uma das figuras mais carismáticas do Amazonas: Wallace Souza.

O #NovoCanalLivre liderado hoje por Willace Souza, filho de Wallace Souza, é um modelo reformulado, porém sem perder sua essência e sua independência, trazendo para o momento atual a parcela de contribuição que o Canal Livre pode dar a sociedade: devolver vez e voz à quem a muitos anos esteve calado.

Aqui continuaremos a fazer história, recomeçando do zero, com afinco e esperança em dias melhores. Com coragem, justiça e imparcialidade, apresentamos a vocês o #NOVOCANALLIVRE.