Queimadas são consequências da alta temperatura local, diz Bolsonaro

Bolsonaro disse que a força do agronegócio brasileiro é o motivo de haver “tanto interesse em propagar desinformações”.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta terça-feira (22), que o Brasil “desponta como o maior produtor mundial de alimentos”.

A declaração foi feita durante o discurso de abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Ainda em seu pronunciamento, Bolsonaro disse que a força do agronegócio brasileiro é o motivo de haver “tanto interesse em propagar desinformações sobre o nosso meio ambiente”:

Bolsonaro acrescentou:

“Estamos abertos para o mundo naquilo que melhor temos para oferecer, nossos produtos do campo. Nunca exportamos tanto. O mundo cada vez mais depende do Brasil para se alimentar.”

E acrescentou:

“Nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior. Os incêndios acontecem praticamente, nos mesmos lugares, no entorno leste da Floresta, onde o caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sua sobrevivência, em áreas já desmatadas.”

O chefe do Executivo acrescentou:

“Os focos criminosos são combatidos com rigor e determinação. Mantenho minha política de tolerância zero com o crime ambiental. Juntamente com o Congresso Nacional, buscamos a regularização fundiária, visando identificar os autores desses crimes.”

Bolsonaro completou:

“Lembro que a Região Amazônica é maior que toda a Europa Ocidental. Daí a dificuldade em combater, não só os focos de incêndio, mas também a extração ilegal de madeira e a biopirataria. Por isso, estamos ampliando e aperfeiçoando o emprego de tecnologias e aprimorando as operações interagências, contando, inclusive, com a participação das Forças Armadas.”

Fonte: Renova Mídia

0 0 vote
Article Rating