Professor é preso por oferecer filha para atos sexuais em troca de dinheiro

No celular do professor, apreendido durante a operação, foram encontradas conversas em que oferecia a própria filha, além de fotos e vídeos com pornografia infantil.

Foto: Arquivo Pessoal

SÃO PAULO – Um professor foi preso em Assis (SP) acusado de oferecer a filha para atos sexuais em troca de dinheiro pelo WhatsApp. Segundo o G1, o homem foi alvo de operação de combate à pornografia infantil e estupro de vulnerável.

O suspeito começou ser investigado após um denunciante registrar um boletim de ocorrência em que dizia que uma mulher que conheceu em um site de relacionamento perguntou se ele tinha atração sexual por crianças e enviar fotos íntimas de uma menina.

A Polícia Civil identificou, no entanto, que a mulher na verdade era o próprio professor e que a linha telefônica estava com dados falsos de uma outra docente.

No celular do professor, apreendido durante a operação, foram encontradas conversas em que oferecia a própria filha, além de fotos e vídeos com pornografia infantil. Segundo a delegada Adriana Pavarina, o homem disse em depoimento que cometeu o crime porque tinha uma fantasia sexual. Ele garantiu, no entanto, que nenhum ato foi concretizado.

Em nota, a prefeitura de Assis informou, por meio da Secretaria Municipal de Educação, que o servidor da pasta ocupa cargo administrativo na sede da secretaria. Disse ainda que a prefeitura vai colaborar com as investigações e que a acusação contra ele ocorre fora do serviço público.

Já a Secretaria Estadual da Educação, por meio da Diretoria Regional de Ensino,  disse em nota que uma apuração preliminar foi aberta, e se comprovada, serão aplicadas as penalidades pertinentes.

Fonte: ISTOÉ