Pastora é levada à delegacia por fazer culto com mais de 100 pessoas

Mulher descumpriu decreto que proíbe eventos com mais de 100 pessoas por causa do coronavírus.

Imagem Ilustrativa

SÃO PAULO – Uma pastora de 44 anos foi levada para o Plantão Policial de São José do Rio Preto (SP) depois de descumprir o decreto da prefeitura que proíbe eventos com mais de 100 pessoas por causa do coronavírus. O caso aconteceu na noite de sexta-feira (20), em uma igreja no bairro Vila Nossa Senhora Aparecida.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado, a polícia foi acionada pela Vigilância Sanitária a comparecer no local.

Segundo a fiscal da Vigilância Sanitária, mais de 100 pessoas estavam no culto, o que passou a ser proibido pela prefeitura de Rio Preto na segunda-feira (16) como forma de conter o avanço do coronavírus.

A pastora e os fiscais foram até o Plantão Policial e o boletim de ocorrência como infração de medida sanitária preventiva foi registrado. Segundo a polícia, a pastora foi liberada e o culto continuou depois que algumas pessoas foram embora para se adequar ao número abaixo de 100.
Fonte: G1