Pai que estuprou filha por 10 anos quer liberdade e redução de pena

A vítima afirma que também sofria abusos dentro do caminhão do pai.

Imagem ilustrativa (Reprodução EBC)

Um motorista de 40 anos, acusado de estuprar a filha por dez anos no município de Nova Andradina, entrou com recurso para responder o crime em liberdade. O acusado solicita ainda, que a pena seja reduzida em 12 anos.

Imagem ilustrativa (Reprodução EBC)

O pedido foi analisado e negado no dia 25 de agosto. Ele continua com prisão preventiva decretada. 

O Caso

O motorista é acusado de abusar da filha desde os 7 anos de idade. A vítima relatou que o pai começou a passar as mãos pelo seu corpo, apertar nádegas e seios dentro da residência da família. 

Ela contou ainda, que ele colocava o pênis para fora da roupa e obrigava a filha a tocar o órgão. 

A filha relembra que sofria ameaças do pai, que dizia ter uma arma e mandava ela tomar cuidado.  

No ano de 2013, os pais da vítima se separaram e a menina passou a morar com a avó paterna, o pai e o tio.  

Segundo a jovem, os estupros ficaram mais intensos. Ela conta que ao completar 15 anos, foi convidada para ir comprar um presente como genitor, mas foi levada para um matagal e novamente, foi estuprada. 

A vítima afirma que também sofria abusos dentro do caminhão do pai. No mês de abril de 2019, a menina voltou a morar com a mãe e relatou os abusos sofridos. 

A mulher ligou para o ex-marido e gravou a conversa, onde ele assume que praticava atos sexuais com a filha e dizia que a filha poderia estar grávida.  

Ele culpou a menina pelos estupros. 
Fonte: Top Mídia News

0 0 votes
Article Rating