Meu pai saiu apenas para ir ao mercado, diz filha de vítima do coronavírus

A vítima foi ao mercado com a esposa para comprar alimentos e álcool gel. Logo depois, ele sentiu falta de ar e dor no corpo.

Foto: Luis Adorno / UOL

O novo coronavírus tem feito o Brasil colecionar histórias tristes diariamente. Edson Oenning, 45 anos, é um protagonista de uma das mais recentes. O segurança particular foi liberado por seus patrões do trabalho devido ao risco de contaminação e estava há quase três semanas em quarentena junto com a mulher e três filhos na casa da família no Brás, região central de São Paulo. Ainda assim, ele faleceu em um hospital particular na zona oeste da cidade, vítima da covid-19. As informações são do Portal UOL.

Edson, que morreu na quinta-feira (02), foi ao mercado com a esposa para comprar alimentos e álcool gel. Logo depois, ele sentiu falta de ar e dor no corpo. Diante desse cenário, ele e a família suspeitaram de que Edson pudesse estar com o novo coronavírus.

0 0 vote
Article Rating