Mãe acusada de matar filha com microcefalia é encontrada morta em penitenciária

O corpo de Jennifer Natalia Pedro foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para perícia

Reprodução / EPTV

Na manhã de ontem (22), agentes da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, em Tremebé (SP), encontraram o corpo de Jennifer Natalia Pedro dentro da própria cela. A mulher foi presa após ter confessado matar a filha Ísis Helena, de apenas 1 ano e 10 meses, em abril de 2020.

A Polícia Civil de São Paulo (PCSP) vai investigar a causa da morte. O corpo de Jennifer foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para perícia.

Crime

A menina de 1 ano e 10 meses nasceu prematura, com microcefalia, e fazia uso de remédios controlados. As investigações começaram em março de 2020, quando a mãe informou à polícia que a criança havia desaparecido após passar um dia com a avó, que sofre de Alzheimer.

No entanto, a mulher foi presa preventivamente e mudou a versão dos fatos: ela disse à polícia que jogou o corpo da criança em um rio, após a bebê ter passado mal e falecido. Por fim, Jennifer confessou às autoridades que enterrou o corpo da criança e indicou o local aos policiais, que encontraram a menina.  
Fonte: Metrópoles

0 0 vote
Article Rating