Jovem tenta explodir casa com botijão para matar irmã, cunhado e sobrinha

Rapaz de 18 anos revelou ter ficado na esquina esperando a casa explodir e disse que sabia sobre a presença dos familiares na residência

DIVULGAÇÃO/ POLÍCIA MILITAR

Um jovem de 18 anos tentou matar a irmã e o cunhado, de 21, e a sobrinha, de 1 ano, em São Vicente (SP). Segundo a Polícia Civil, ele cortou a mangueira de um botijão de gás, colocou fogo em um pano e o arremessou sobre o objeto, na tentativa de explodir a residência. O rapaz foi preso em flagrante na esquina perto da casa, enquanto observava o incêndio.

A polícia informou ao portal G1 que policiais e bombeiros foram acionados por volta das 21h dessa segunda-feira (11/1) para atender uma ocorrência de incêndio. Quando os agentes chegaram ao local, as três vítimas já haviam se salvado e as chamas foram controladas.

Segundo o depoimento do casal na delegacia, todos dormiam no andar superior da residência quando ouviram um barulho. O cunhado do suspeito conta que desceu e se deparou com um clarão de fogo no andar térreo.

Ele voltou para o quarto e, para salvar a família, fez com que todos pulassem pela janela, conseguindo sair antes que a casa fosse tomada pelas chamas.

Autoridades afirmam que o jovem confessou ter colocado fogo no imóvel, sendo preso em seguida. O rapaz disse que cortou a mangueira do botijão de gás que ficava na cozinha, colocou fogo em um pano, com auxílio de um isqueiro, e o arremessou no botijão, trancando a porta e indo para a rua.

Ainda de acordo com a polícia, o indiciado revelou ter ficado na esquina esperando a casa explodir, mas percebeu depois que, por ter cortado a mangueira, não conseguiria causar a explosão. Também afirmou aos agentes que sabia que os familiares estavam na casa e que tinha a intenção de explodir a residência com todos dentro.

Segundo o boletim de ocorrência, a bebê de 1 ano chegou a vomitar por ter inalado fumaça e precisou ser levada para o Hospital Municipal de São Vicente.

O jovem foi preso em flagrante por homicídio qualificado com emprego de meio cruel e contra pessoa menor de 14 anos. O caso foi registrado na Delegacia Sede de São Vicente.
Com informações do Metrópoles

0 0 vote
Article Rating