Integrante de organização criminosa é preso por estelionato e roubo de veículos

Quadrilha rouba carros a mando de presidiários, os veículos eram clonados, para ser usados em crimes.

Manaus- Na tarde desta quinta-feira (16), foi cumprido o mandato de prisão preventiva em nome de Rafael Aragão dos Santos, 30 anos, que foi expedido pela Juíza Patrícia Macedo de Campos, da 8º Vara Criminal, ele é acusado de cometer roubos por encomenda de presidiários, além de fazer parte de uma quadrilha especializada nesse esquema.

O homem foi apresentado em entrevista coletiva, sob o comando do Delegado da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), Cícero Túlio, onde falou sobre a Operação “Guilhotina”, deflagrada em Julho de 2019 e que levou a prisão de 10 integrantes da quadrilha.

“Essas encomendas vinham de presidiários de regime fechado, que também orientavam os infratores a encaminhar esses veículos para serem clonados, pois os mesmos seriam usados posteriormente, na realização de outros crimes. Rafael era um dos alvos da operação “Guilhotina”. Ele era responsável por um carro da montadora Volkswagen modelo Jetta, de cor preta, fruto de estelionato, para que os integrantes da quadrilha cometessem roubos a residências e veículos na cidade”, Completou o delegado.

Ainda segundo informações do delegado Cícero, Rafael possui passagens pela polícia por crimes inerentes ao tráfico de drogas, no ano de 2016 o esmo foi apreendido com 15 quilos de entorpecentes, que em depoimento revelou ser do filho do narcotraficante Zé Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”. 

Após ser preso em via pública, na Rua Cinco, bairro São José Operário, zona Centro-Sul da capital.  Ele foi encaminhado à sede da especializada, onde foi indiciado por crime de organização criminosa, estelionato e roubo majorado, após os procedimentos cabíveis foi levado apara audiência de custódia no Fórum Ministério Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona da Cidade.

 Foto: Divulgação.