Em Manaus, presidente do Sindicato dos Rodoviários tem prisão decretada

Familiares apontam o presidente do Sindicato dos Rodoviários Givancir de Oliveira como autor do homicídio de Bruno de Freitas.

Foto: Patrick Marques/G1 AM

MANAUS – Na tarde de segunda-feira (2), o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir Oliveira, se apresentou à polícia para esclarecer seu suposto envolvimento no homicídio de um jovem, ocorrido no último sábado (29), no município de Iranduba.  

No crime, um rapaz identificado como Bruno de Freitas, de 24 anos morreu baleado e seu cunhado ficou ferido. Conforme informações da polícia do município de Iranduba, antes do crime, os dois haviam ido a um sítio onde um dos homens foi encontrar uma pessoa para quem trabalhava. Na saída, foram baleados. A família do rapaz morto afirma que os tiros foram disparos por Givancir Oliveira.

Nesta segunda, autoridades policiais entraram com o pedido de prisão temporária de Givancir.