Decreto de bolsonaro inclui atividades religiosas em lista de serviços essenciais durante pandemia

Decreto estabelece, no entanto, que funcionamento deverá obedecer determinações do Ministério da Saúde.

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (26), o presidente Jair Bolsonaro incluiu atividades religiosas na lista de serviços essenciais durante a pandemia do coronavírus. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), e tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso, por se tratar de um decreto.

Suspensas em diversos estados por meio de evitar aglomerações para propagação da Covid-19, as atividades devem funcionar durante a quarentena seguindo determinações do Ministério da Saúde.

O decreto ainda define como essenciais atividades como, lotéricas, geração e transmissão de energia, produção de petróleo, pesquisas científicas, atividades médicos-periciais.