‘Criminoso contra a humanidade’, diz Duque sobre Maduro

Desde a chegada ao poder de Duque, em agosto de 2018, a Colômbia não reconhece Maduro como presidente.

O presidente Iván Duque, da Colômbia, reafirmou, nesta quinta-feira(17), que o ditador Nicolás Maduro, da Venezuela, é um “criminoso contra a humanidade”.

Duque fez o comentário com base no relatório da ONU sobre os direitos humanos na Venezuela.

Em discurso no município de Tucamo, segundo a revista IstoÉ, Duque declarou:

“Ontem vimos como a própria Organização das Nações Unidas não só conclui que, na prática, Nicolás Maduro é um criminoso contra a humanidade, mas que há um grave impacto nos direitos humanos como um todo.”

E completou:

“As eleições simuladas que ele quer convocar no final deste ano são simplesmente um mecanismo para legitimar a ditadura e também para legitimar todos esses crimes contra a humanidade.”

O relátior da ONU “encontrou motivos razoáveis para acreditar que as autoridades venezuelanas e as forças de segurança planejaram e executaram graves violações dos direitos humanos desde 2014 – incluindo execuções arbitrárias e o uso sistemático de tortura – algumas das quais constituem crimes contra a humanidade”.

Fonte: Renova Mídia

0 0 vote
Article Rating