Briga entre facções é frequente no bairro Crespo, relatam moradores

Os moradores do beco JB Silva, local onde 17 suspeitos de integrarem a facção criminosa Família do Norte (FDN) foram mortos durante confronto com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) nas primeiras horas desta quarta-feira (30), relataram que é frequente a disputa pelas bocas de fumos instaladas nos becos e vielas do bairro Crespo, Zona Sul de […]

Os moradores do beco JB Silva, local onde 17 suspeitos de integrarem a facção criminosa Família do Norte (FDN) foram mortos durante confronto com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) nas primeiras horas desta quarta-feira (30), relataram que é frequente a disputa pelas bocas de fumos instaladas nos becos e vielas do bairro Crespo, Zona Sul de Manaus.

O medo de represália dos traficantes faz com que os moradores do beco JB Silva tranquem as portas cedo e não dêem informações sobre o que observam da movimentação do lugar. Testemunhas do confronto ocorrido mais cedo informaram que não há policiamento, assim como as ruas tornaram-se palco de verdadeiras guerras.

“É muito rotineiro tentarem tomar as bocas de fumo de integrantes de outras facções. Ontem, 17 morreram e mais ou menos 50 homens chegaram dentro de um caminhão. Eles queriam tomar uma boca de fumo dessa área. Como os becos dão saída para o bairro São Lázaro, eles usam essas passagens para fugir quando a polícia vem”, declarou uma moradora que não quis se identificar.

0 0 vote
Article Rating